terça-feira, 1 de março de 2011

Futebol: SLBenfica 2 - 1 Maritimo


A vitória do querer, do acreditar e de muito, mas mesmo muito, Coração. O Benfica conseguiu este domingo bater a formação do Marítimo por duas bolas a uma num jogo impróprio para cardíacos.

Apesar de ter tido sempre o controlo do jogo desde o apito inicial, os Encarnados teimaram em falhar golos atrás de golos, nunca aproveitando as oportunidades que iam criando, em especial, de bola parada. A primeira parte teve pouca história. Boas jogadas protagonizadas por Salvio e Gaitan (Este ultimo atirou ao poste de pé esquerdo) e pouco mais.

A segunda parte não foi muito diferente. O Caudal ofensivo do Benfica era enorme, boas jogadas iam sendo criadas mas a bola teimava em não chegar ás redes da baliza do (enorme, diga-se) guardião do Marítimo, Marcelo. O desperdício foi tanto que deu para três bolas aos postes da baliza dos visitantes, uma delas por Cardozo que se encontrava a dois metros da linha de golo.

No futebol, como na vida, é possível dizer-se que "Quem não marca, sofre".  E foi mesmo isso que aconteceu. Numa das raras oportunidades dos maritimistas, Djalma cabeceou para o fundo da baliza encarnada, aos 76 minutos, após canto. Parecia o fim do "sonho" de continuar a lutar pelo título. Mas, felizmente, não o foi. Um estádio da Luz quase cheio (55 Mil Pessoas) não deixou de acreditar e embalou Salvio para que este encostasse ao segundo poste, após grande cruzamento de Fábio Coentrão na esquerda. Estávamos no minuto 81 e ninguém arredava pé da Catedral. Até aos descontos, continuaram a chover bolas junto à baliza de Marcelo que, umas vezes por mérito outras vezes por sorte, lá ia aguentando o resultado que não era de todo mau para os visitantes. Aos 93 minutos chegou a alegria ás bancadas. Luisão acabava de marcar o segundo golo. Mas essa alegria durou segundos, porque Vasco Santos rapidamente anulou o golo por falta cometida por Cardozo sobre Marcelo (Cardozo não tem poder de se tornar invisível, é esse o motivo da falta..). Faltava um minuto para terminar a partida mas ainda havia esperança. O Estádio da Luz atirou toda a sua força para Fábio Coentrão que rematou de pé direito, dentro da área, após um ressalto de bola e fez o Golo para alegria de toda a família benfiquista. Foi, talvez, um dos jogos mais emotivos que pude assistir ao vivo na Catedral. E este teve, como muitas histórias de encantar, um final feliz. Faltam ainda 9 histórias para o livro terminar e vamos acreditar que este mesmo livro tenha, como a história de domingo, um final feliz.

Equipas Iniciais
Equipa do Benfica: Roberto (GK); Maxi Pereira, Luisão, Jardel, Fábio Coentrão; Javi Garcia, Salvio, Gaitan e Aimar; Saviola e Cardozo;
Suplentes: Moreira (GK); Felipe Menezes, Franco Jara, Roderick, Alan Kardec, Carlos Martins, Airton;

Equipa do Maritimo: Marcelo (GK); Ricardo Esteves, Robson, Roberge, Luciano Amaral; Roberto Souza, Rafael Miranda, Djalma, Danilo Dias; Sidnei e Baba;
Suplentes: Marafona (GK); Kléber, Heldon, Alonso, Selim Benachour, João Guilherme, Edinho;

Substituições
70' Pablo Aimar por Franco Jara
73' Nicolás Gaitán por Alan Kardec
86' Javi García por Carlos Martins
62' Danilo Dias por Heldon
85' Djalma por Kléber
87' Sidnei por João Guilherme

Disciplina
58' Cartão Amarelo para Pablo Aimar
41' Cartão Amarelo para Ricardo Esteves
47' Cartão Amarelo para Rafael Miranda
64' Cartão Amarelo para Roberge
83' Cartão Amarelo para Luciano Amaral
89' Cartão Amarelo para Roberto Souza
90' Cartão Vermelho para Robson (Já depois do fim da partida)

Estatisticas Gerais (Benfica - Maritimo)
62% Posse de bola 38%
14 Tentativas de golo 3
9 Remates à baliza 2
5 Remates fora 1
27 Livres 15
14 Cantos 3
2 Foras de Jogo 11
37 Lançamentos 17
1 Defesas de guarda-redes 5
3 Pontapés de baliza 11
13 Faltas 16
0 Cartões vermelhos 1
1 Cartões amarelos 5

Odd bet365:
Benfica: 1.20(correcto)
Empate: 6.50
Marítimo: 13.00

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...